Taxa do Pix

Existe taxa do Pix?

Aprenda as regras do pagamento



As novas regras do Pix têm deixado muita gente com uma série de dúvidas sobre o tema, entre elas, a principal pergunta é se o Banco Central passará a praticar uma espécie de taxa do Pix. 

Os boatos sugerem que um valor além do transferido seria cobrado pra que as transações pudessem continuar sendo realizadas através da ferramenta instantânea que, a princípio, surgiu como uma alternativa gratuita e, por isso, rapidamente se tornou o principal meio de pagamento usado no Brasil. 


O Pix tem taxa?

De acordo com as regras impostas pelo Banco Central, criador e responsável pelo Pix, todas as transações são totalmente gratuitas para pessoas físicas, independente da instituição utilizada. 

Porém, para pessoas jurídicas, a taxação do Pix pode acontecer de acordo com cada banco ou instituições. O valor cobrado oficialmente pelo Banco Central é de R$ 0,01 a cada 10 transações realizadas, e essa taxa pode ou não ser repassada para o consumidor final.

Atualmente, com o Aplicativo RecargaPay, o Pix não tem nenhuma taxa, seja pra pessoas físicas ou, até mesmo, jurídicas. Os pagamentos realizados via QR Code também não são tarifados. 

A gratuidade na transferência Pix é fundamental pra que a funcionalidade continue auxiliando comerciantes e pessoas físicas a efetuarem pagamentos instantâneos, práticos e sem ter que pagar taxas por isso. O que é algo fundamental pra movimentação da economia do país. 

A única ressalva a ser feita é em relação ao limite do Pix, que não pode ser ultrapassado e pode variar dependendo do horário e de cada instituição de pagamento.

No RecargaPay, esses limites são: R$ 20,000 por dia, R$ 40.000 por mês e R$ 1.000 no Pix noturno, que vigora entre 20h e 6h, mas podem ser configurados, caso o cliente queira, entre 22h e 6h. 


O Pix vai ser taxado?

Atualmente, o Banco Central nega qualquer plano de que o Pix vai ser taxado no futuro. O Pix surgiu como uma forma de democratizar as transações, por isso, não existe qualquer informação sobre a taxação de pessoas físicas. 

No caso das pessoas jurídicas, a taxa já pode ser cobrada a critério de cada instituição. Dessa forma, não existe um valor minimo nem máximo sobre como essas taxas devem ser repassadas. 

A gratuidade na transferência Pix é fundamental pra que a funcionalidade continue auxiliando comerciantes e pessoas físicas a efetuarem pagamentos instantâneos, práticos e sem ter que pagar taxas por isso. O que é algo fundamental pra movimentação da economia do país.


Qual a taxa para o Pix com cartão de crédito?

Atualmente, o RecargaPay pratica a menor taxa do mercado nesse tipo de transação de Pix com cartão, sendo 3,49% para todos os usuários.

O Pix no cartão de crédito é uma funcionalidade que permite a realização da transferência mesmo sem saldo em conta e com a opção de parcelamento. Esse valor enviado é retirado do limite de seu cartão de crédito e pode ser pago em até 12 vezes no RecargaPay. 

Essas taxas são fixas e não possuem nenhum tipo de acréscimo como IOF ou taxas extras de serviço. Além disso, no Pix com cartão você pode parcelar em quantas vezes preferir que, mesmo assim, o recebedor terá o valor total em conta em questão de segundos


Pessoas jurídicas pagam taxas no Pix?

A resposta depende. Isso acontece porque o Banco Central determina uma taxa de R$ 0,01 a cada 10 transações realizadas por pessoas jurídicas, e cada banco ou instituição pode ou não repassar essas taxas da forma que desejar. 

Da mesma maneira, diversas instituições cobram taxas adicionais para pagamentos utilizando o QR Code, e essas taxas também não são fixas e nem determinadas, variando de lugar para lugar. 

Embora a grande maioria dos bancos e carteiras digitais cobrem esse tipo de transferência, o RecargaPay é uma das únicas instituições a oferecer gratuidade na transferência Pix de pessoas jurídicas, seja ela através do QR code ou da chave Pix

Além disso, a conta PJ do RecargaPay é gratuita e pode ser criada rapidamente pelo celular. O cadastro permite o recebimento de contas e boletos através da carteira digital e também disponibiliza taxa zero na maquininha nos 3 primeiros meses.


Serviço de Pix - RecargaPay

Serviço

Valor

Pix para pessoas jurídicas

Taxa zero

Recebimento com QR Code

Taxa zero

Pix com cartão de crédito

3,49%

Pix Saque e Pix Troco

8 saques grátis por mês


O Pix entre bancos diferentes tem alguma taxa extra? 

Não, o Pix entre bancos diferentes tem a mesma taxa das transações dentro da mesma instituição. Por isso, fica a critério de cada banco determinar se esse pagamento será ou não cobrado.

Contudo, é importante ressaltar que o fato de ser um banco diferente ou não, não interfere nessa cobrança com taxas extras e nenhum tipo de cobrança adicional. 


Quais pagamentos têm taxa no RecargaPay?

No RecargaPay, o Pix só é taxado quando é utilizado no pagamento de boletos com cartão de crédito ou no Pix parcelado. Ambos podem ser pagos em até 12 vezes. 

No pagamento de contas essenciais (como água, luz, telefone e internet), a taxa é de 1,99%. Para boletos diversos pagos com cartão de crédito a taxa é de 3,49%.

Já pra realizar o Pix parcelado, a taxa é de 3,49% para todos os clientes.

Vale ressaltar que essas taxas são aplicadas somente quando o pagamento é realizado através do cartão de crédito. Pagando com o saldo da Carteira, não há incidência de nenhuma tarifa.


Como saber se estou sendo cobrado por uma transferência Pix? 

Como o Banco Central liberou a cobrança do Pix pra pessoas jurídicas, muitas instituições podem tarifar esse tipo de transação. Mesmo assim, é um dever da instituição informar todos os detalhes relacionados a essa cobrança assim como o valor e como esse tributo será cobrado ou descontado do cliente.

Além disso, antes da conclusão da transação, todas as taxas extras devem ser visualizadas pelo usuário pra que ele tenha ciência de quanto, exatamente, está sendo cobrado pelo serviço.


Por que existem taxas de pagamento?

As taxas de pagamento cobradas tanto pelo Banco Central quanto pelos bancos e instituições de pagamento tem o objetivo de garantir que haja toda a segurança e desempenho necessário aos usuários.

Entretanto, é fundamental ressaltar que, em todos os serviços, as taxas cobradas podem variar conforme cada lugar, não existindo valores exatos que devem ser cobrados dos clientes. 

Com o aplicativo Recargapay, você tem a menor taxa do mercado tanto para o Pix no cartão de crédito quanto para o pagamento parcelado de boletos, além de contar com taxa zero para pessoas físicas e jurídicas. 


Conclusão

As atualizações nas regras do Pix não tornaram a funcionalidade tarifada, não pra pessoas físicas, mas, em casos de conta PJ, essas transações continuam sendo taxadas dependendo da instituição trabalhada. 

No RecargaPay as transferências Pix, mesmo pra pessoas jurídicas, são 100% gratuitas e estão disponíveis 24 horas por dia. 

O Pix não é cobrado no RecargaPay, exceto em casos de transferências através do cartão de crédito, em que são praticadas as menores taxas do mercado, sendo 3,49% do valor pra todos os clientes. 




Aproveite já os melhores benefícios do Pix com Recargapay!

Descubra tudo sobre Pix


Perguntas frequentes


Não. Embora algumas mudanças tenham sido anunciadas pelo Banco Central, elas não envolvem nenhuma alteração nas taxas já praticadas. O Pix continua sendo gratuito entre pessoas físicas e, dependendo da instituição, pode ser tarifado em contas de pessoas jurídicas. No RecargaPay, ambas são gratuitas.

O RecargaPay não pratica nenhuma taxa para o Pix convencional. Pessoas físicas e jurídicas podem enviar ou receber Pix gratuitamente pelo aplicativo. Basta possuir dinheiro em Carteira.

Não há nenhuma previsão de que o Banco Central passe a tarifar o Pix. Porém, vale ressaltar que a transferência, quando realizada envolvendo pessoa jurídica, pode ser cobrada. Isso fica a critério de cada instituição. No RecargaPay, é totalmente gratuito.

Tem sim, a taxa do Pix com cartão de crédito é de 3,49% para todos os usuários do aplicativo RecargaPay, sendo essa a menor taxa do Brasil.

Atualmente, somente pessoas jurídicas pagam tarifa no Pix.

A menor taxa do Pix é a do RecargaPay, que cobra taxa zero para pagamentos com saldo em conta e 3,49% para pagamentos com cartão de crédito.

Não, quem usa o Pix vai poder continuar utilizando sem nenhuma cobrança de taxa adicional.

Pagamento seguro


RecargaPay na mídia


Nosso site utiliza cookies para melhorar sua navegação. Ao seguir, você concorda com nossa Política de Privacidade.